Um Navio

Imagine que você está à beira-mar e você vê um navio partindo.
Você fica olhando, enquanto ele vai se afastando e afastando, cada vez mais longe.
Até que finalmente aparece apenas um ponto no horizonte
Lá onde o mar e o céu se encontram.
E você diz: “Pronto, ele se foi”.

Foi aonde? Foi a um lugar que sua vista não alcança.
Só isto.
Ele continua grande.
Tão bonito e tão importante como era quando estava com você.
A dimensão diminuída está em você, não nele.
E naquele exato momento em que você está dizendo “ele se foi”, há outros olhos vendo-o aproximar-se, outras vozes exclamando em júbilo:
“Ele está chegando”.

(Rabino Henry Sobel)

Anúncios

A vida a dois

© Letícia Thompson

casais2

A vida a dois é difícil. Quando as pessoas são bem jovens, ela pode destruir a ilusão de namoro eterno, com o desgaste do dia-a-dia. E quando as pessoas resolvem passar a viver a dois depois de uma certa idade, alguns hábitos se instalaram nelas e tudo o que é novo vem perturbar isso. Daí tantos choques. Daí casamentos que não dão certo quando o namoro caminhava maravilhosamente bem.

Quando a gente sonha, nunca sonha problemas. Provavelmente é por isso mesmo que são chamados de sonhos. Quando se trata de amor, sonha-se com namoros, momentos a dois, uma harmonia perfeita. Mas chega a vida a dois… e dona realidade entra em cena.

Ai!… dona realidade! A gente começa a ver o outro exatamente como é quando se levanta, quando se deita, quando está de mau-humor, cansado. A ilusão do perfeito vai se desfazendo aos poucos. De tanto ver o outro, não há mais espaço para a saudade. Tudo vira tão comum!…

Quando atingimos um objetivo, deixamos de lutar por ele. Não passa pela nossa cabeça que é preciso, a cada dia, conservar essa conquista. Um namorado que vira esposo esquece-se do quanto é bom namorar, esquece-se que a Cinderela está ainda bem viva no interior daquela que seu coração escolheu. Uma namorada que vira esposa esquece-se muitas vezes que precisa estar bela para o seu querido.

Cada qual consagra mais do seu tempo a outras coisas porque pensa que o que foi adquirido é definitivo. Mas não é. O amor, por mais forte que seja, se desgasta também. Viver a dois é viver a dois e não somente dormir a dois. Se cada um vai procurar satisfações em outros lados, a relação se termina.

É preciso guardar-se um pouco para o outro. É preciso conservar um pouco de mistério, não ser tão comum. É preciso continuar namorando, mesmo se os meses e anos passam. É preciso não estar distante demais para que o outro perceba que pode escolher outros caminhos, nem junto demais para que o outro não se sufoque.

É preciso muita maturidade para se viver essas situações. É preciso guardar-se de envolver as famílias nos problemas do casal.

Se você se encontra numa situação assim e precisa conversar com alguém, tenha sabedoria para escolher essa pessoa. Pais e mães, com todo o amor e respeito que devemos a eles, estão emocionalmente envolvidos demais para que possam ajudar e dificilmente não vão tomar partido, o que ao invés de ajudar, só atrapalha.

O próprio nome diz: vida a dois. Problemas a dois. Soluções a dois. Porque a felicidade ou infelicidade é a dois também.

E Deus, que é Pai dos dois, saberá dar orientação. É preciso, nesse caso, olhar para Ele, que sabe perfeitamente onde colar os pedaços e dar unidade onde nossos olhos humanos só vêm duas metades separadas e sangrando.

Amar alguém

(Padre Fábio de Melo)

Na vida, a gente só sabe que ama alguém, a gente só tem o direito de dizer a alguém que o amamos depois de ter dito infinitas vezes a esse mesmo alguém a frase: eu perdoo você.
Porque na verdade a gente só sabe que ama, depois de ter tido a necessidade de perdoar.
Antes do perdão a gente pode ter admiração por alguém, mas admirar alguém ainda não é amar, porque admiração não nos leva a dar a vida pelo outro. Admiração é um sentimento, uma situação superficial, eu admiro aquela pessoa, mas eu sei que amo depois de ter olhado nos olhos, saber que errou, que não fez nada certo e ainda sim eu continuar dizendo que “eu não sei viver sem você”, “apesar de ter errado tanto continuas sendo tão especial para mim”.
A gente sabe que ama a pessoa assim, depois de ter feito o exercício de olhar nos olhos no momento que ela não merece ser olhada e descobrir ainda ali uma chance, ainda não acabou.
Coisa boa na vida é a gente encontrar gente que nos trate assim com esse nível de verdade, gente que nos conhece de verdade, que já foi capaz de conhecer todas as nossas qualidades, mas também todos os nossos defeitos, porque eu não sou só qualidades, eu tenho um monte de defeitos, e só me sinto amado no dia que o outro sabe dos meus defeitos e mesmo assim continua acreditando em mim, muitas vezes nosso amor não é assim, a gente ama o outro pelo que ele faz de certo ou de bom pra nós, e as vezes até elegemos o outro assim “ele é bom demais pra mim”.
E o dia que deixa de ser? Deixou de ser amigo? No dia que falhou, que errou, que esqueceu, no dia que não conseguiu acertar, continua tendo valor pra você? Ou você só ama aqueles que conseguem lhe fazer o bem?
Jesus disse que não tinha mérito nenhum em amar aqueles que nos amam, que o mérito está em amar o outro mesmo quando ele não merece ser amado, eu sei que é um desafio, mas essa é tua religião.
Eu creio que não há descanso maior para o nosso coração do que encontrar alguém que nos ama assim, e eu gostaria que você levasse pra sua vida somente as pessoas que te amam assim, com essa capacidade de olhar nos teus olhos quando você não consegue fazer nada de certo, e mesmo assim continua sendo teu amigo e continua acreditando em você.
Deixe entrar na sua vida, somente as pessoas que querem te fazer melhor, porque gente que nos diminui nós já estamos cheios.
Amigos de verdade são aqueles que nos desafiam, são aqueles que nos momentos que estamos na lama, nos olham nos olhos e dizem ‘você não foi feito pra isso’. Amigo de verdade é aquele que olha nos olhos e nos coloca para sermos mais.
Namorado de verdade é aquele que olha nos teus olhos e te respeita como mulher, que te acha linda, mas que te respeita como mulher porque sabe que tu és um coração que muito mais do que necessitado de ser abraçado e de ser tocado, é um coração que merece ser amado, e o amor vem antes do toque.
Quem foi que disse que beijar na boca é declaração de amor? Pode até ser uma das demonstrações, mas eu tenho certeza que seu coração se sente muito mais amado no momento que você é olhado de um jeito certo, do que beijado de qualquer jeito!
Antes de você entrar na vida de uma menina, olhe bem nos olhos dela e tente fazer com que ela descubra que você ama só olhando pra ela, olhe de um jeito que ela se sinta amada, e se você olhar do jeito certo, você não precisa ter ciúme, porque a mulher que for olhada de um jeito certo, nunca mais vai querer encontrar outro olhar.
O homem que for olhado de um jeito certo, nunca mais vai querer outro olhar.
Você ainda pode mudar o seu jeito de amar, você ainda pode mudar o seu jeito de viver, você ainda pode mudar o seu jeito de sorrir, você ainda pode perdoar aquele que você não quer perdoar, você ainda pode tratar bem aquele que você desprezou tanto, porque a vida ainda vai te dar a oportunidade de você se tornar muito melhor do que você é.

Sonhe!

(Augusto Cury)

“Um dia uma criança chegou diante de um pensador e perguntou-lhe: Que tamanho tem o universo?
Acariciando a cabeça da criança, ele olhou para o infinito e respondeu: O universo tem o tamanho do seu mundo.

Perturbada, ela novamente indagou: Que tamanho tem meu mundo?.

O pensador respondeu: Tem o tamanho dos seus sonhos”.

Se seus sonhos são pequenos, sua visão será pequena, suas metas serão limitadas, seus alvos serão diminutos, sua estrada será estreita, sua capacidade de suportar as tormentas será frágil.

Os sonhos regam a existência com sentido.
Se seus sonhos são frágeis, sua comida não terá sabor, suas primaveras não terão flores, suas manhãs não terão orvalho, sua emoção não terá romances.

A presença dos sonhos transforma os miseráveis em reis, faz dos idosos, jovens, e a ausência deles transforma milionários em mendigos faz dos jovens idosos.

Os sonhos trazem saúde para a emoção, equipam o frágil para ser autor da sua história, fazem os tímidos terem golpes de ousadia e os derrotados serem construtores de oportunidades.

Sonhe!

 

Decisões

Nossa vida se desenrola numa série de encruzilhadas diante das quais precisamos fazer opções. Aí é que aparece este impulso de autodeterminação pessoal chamado liberdade. Nele pode estar toda a nossa grandeza, se acertarmos, ou a nossa miséria, se errarmos.

Seus fracassos e decepções estão todos no passado. Eles nada têm a ver com o que você deseja conquistar a partir de hoje. Só o homem que chegou ao ponto mais alto da árvore da vida é capaz de decidir.

Você começa cada dia como uma folha em branco. Cada momento é uma oportunidade de começar a transformar seus sonhos em realidade. O que já passou não importa mais. Sim, o passado trouxe você até aqui. Mas agora seu caminho se divide em infinitas direções e você pode escolher qual delas deve seguir.

Aprenda com o passado e deixe-o para trás. Desejar que tivesse sido diferente é perda de tempo e energia.
Continuar convivendo com as limitações do passado é desperdiçar o enorme potencial da sua vida. Seu passado não define quem você é ou o que você pode conquistar. Quem decide isso é você!

 

Para o Carnaval

(Fernanda Young)

Todo ano é a mesma coisa: você chega, fica aqui três dias e aí vai embora. Volta um ano depois, todo animadinho, querendo me levar para a gandaia. Olha, honestamente, cansei.
Seus amigos, bando de mascarados, defendem você. Dizem que sempre foi assim, festeiro, brincalhão, mas que no fundo é supertradicional, de raízes cristãs, e só quer tornar as pessoas mais felizes.
Para mim? Carnaval, desengano… Você recorre à sua origem popular e incentiva essas fantasias nas pessoas, de que você é o máximo, é pura alegria, mas não passa de entrudo mal-intencionado, um folguedo, que nunca viu um dia de trabalho na vida.
Acha-se a coisa mais linda do mundo e é cafonice pura. Vive desfilando pelas ruas, junto com os bêbados, relembrando o passado. Chega a ser triste.
Carnaval, você tem um chefe gordo e bobalhão que se acha um rei, mas não manda em nada. Nunca teve um relacionamento duradouro. Basta chegar perto de você e temos que aguentar aquelas fotos de mulheres nuas, que são o seu grande orgulho.
Você não tem vergonha, não?
Sei que as pessoas adoram você, Carnaval, mas eu estou cansada dos seus excessos e dessa sua existência improdutiva. Seja menos repetitivo, proponha algo novo. Desde que o conheço, você gosta das mesmas músicas. Gosta de baile. Desculpa, mas estou pulando fora.
Será que essa sua alegria toda não é para esconder alguma profunda tristeza? Será que você canta para não chorar? Tentei, várias vezes, abordar essas questões, e você sempre mudou de assunto. Ora, chega dessa loucura. Reconheça que você se esconde atrás de uma dupla personalidade.
Cada vez mais e mais pessoas ficam incomodadas com essa sua falsa euforia, fique sabendo. Conheço várias que fogem, querendo distância das suas brincadeiras.
Você oprime todo mundo com esse seu deslumbramento excessivo diante das coisas, sabia?
Por exemplo, essa sua mania de camarote. Onde os vips podem suar sem que isso pareça nojento. Onde se pode falar torto sem que seja errado. Todos vestidos de uniforme, senão não entram. Todos doidos para passar a mão na bunda um do outro.
Essa é a sua idéia de curtir a vida?
Menos purpurina, Carnaval. Menos bundas, menos dentes para fora. A vida é linda, mas a “lindeza do lindo mais lindo que há no lindíssimo” é um saco. Um pouco de calma e autocrítica nunca fez mal a ninguém. Tudo muda no mundo – por que você insiste em continuar o mesmo?
A harmonia vem da evolução, não das alegorias. Chegou a hora de rodar a baiana para não atravessar na avenida.
Como será amanhã? Responda quem puder.

 

Preserve-se

valorize-se

Não saia por ai dando o seu melhor, entregando-se numa bandeja para quem não te merece. Nem aceitando qualquer migalha, guarde-se para o melhor, e o melhor pode acontecer em instantes, na próxima curva, então: não se desespere, espere.

Valorize-se!
Não existem duas pessoas iguais, iguais, podem até achar pessoas parecidas, gêmea, mas o caráter, os gostos, o estilo, tudo é diferente, então podemos afirmar que você é único, um ser especial e que merece toda atenção, carinho e respeito.

Assuma-se!
Defeitos? Todos temos!
Problemas? São o “sal da vida”, sempre existirão e é isso que nos motiva a crescer e ter novos objetivos.

Traumas?
Quem não os tem?

Medo?
O super homem só existe no gibi, ou no cinema.

Desânimo?
Banho frio.

Mude!
Mude de penteado, de roupa, de estilo, de bairro, de cidade, de Estado, de País, de língua, de curso, de trabalho, de sapato, de estado de espírito. Tenha coragem de assumir uma nova postura. Se a velha vida te cansou, comece de novo.

Religue-se!
Sem Deus não dá! Pode até demorar um pouco para cair a ficha, mas, um dia é inevitável a descoberta de que precisamos de Deus. E, o mais importante, Deus é participativo, Ele quer que você mostre o bom ânimo em busca-lo, essa história de ficar em casa fazendo velhas orações que não saem do coração, apenas dos lábios, é papo furado que nem anjo novo agüenta mais.
Deus é Vida, é Movimento, é Renovação, então, o que tá esperando para Buscá-lo?

AME-SE!
Por fim, o mais importante: o amor próprio. Se você não tiver paixão por você, se você não se gostar será muito difícil encontrar quem te valoriza, quem te aceite, quem te dê amor. Não estrague tudo, ame-se!

Eduque-se!
Adquirir cultura é fundamental, ler um bom livro, ir ao teatro, cinema, circo, reunir amigos para ver um filme, estudar, fazer cursos diferentes, dar sabor a sua vida. Nada pior que ver gente encostada no tempo, parada em idéias do século passado, uma biblioteca de livros velhos. Modernize-se sempre.

Respeite-se!
Não se compare a ninguém, você é você e pronto. Use a história de pessoas de sucesso para espelhar-se, não para comparar-se.

Seja humilde!
O orgulhoso é alguém que carrega o peso da própria incapacidade e se esconde através a dor, humilhando os outros.

Viva a vida!
Nada é mais prazeroso que viver. Pelo menos enquanto você não morrer e vier contar em Rede Nacional de Tevê, o melhor é viver aqui e agora! Corre que o tempo está passando e o sol está lindo, a noite é uma criança e você é uma pessoa MARAVILHOSA!

Escolhas

Se você está com olhos bem abertos, experimente fechá-los…
Agora abra-os somente para o lado de dentro.
Chegou a hora de visitar por uns instantes seu mundo interior.

Passeie calmamente aí por dentro de você, detendo-se longamente às boas imagens que você tem guardadas.
Não há qualquer problema em visitar o seu arquivo, ou o seu velho baú, desde que seja para buscar inspiração no passado, alimentar e dar força ao presente.
Atenha-se ao que de mais precioso você viveu.

Alguém especial vem se formando e se moldando pelo tempo e pela história desse tempo.
Você é feliz pelo sonho de criança que você vem cultivando dia após dia, ano após ano.
Se quiser abrir os olhos, abra-os bem e procure revelar a criança que ainda brilha em você.

Agradeça. A vida continua. Hoje vai ser mais um dia na construção da sua história.
As cenas do dia que começa também vão ficar marcadas, e você poderá revisitá-las.
Hoje você escreve mais uma boa página nessa história.
Está no ar a criança que você sempre preservará dentro de si.
Coração aberto, sorriso pronto, abraço fácil, beijo sincero.

Na rua, no trabalho, em casa, todo mundo vai notar que está diante de alguém muito especial.

Terremotos

Dizem que passado o terremoto de Lisboa (1755), o Rei perguntou ao General o que e/ou se havia de fazer.
Ele respondeu ao Rei:
-‘Sepultar os mortos, cuidar dos vivos e fechar os portos’.
Essa resposta simples, franca e direta tem muito a nos ensinar.

natureza-viva

Muitas vezes temos em nossa vida ‘terremotos’ avassaladores, o que fazer?
Exatamente o que disse o General:
‘Sepultar os mortos, cuidar dos vivos e fechar os portos’.
E o que isso quer dizer para a nossa vida?
Sepultar os mortos significa que não adianta ficar reclamando e chorando o passado.
É preciso ‘sepultar’ o passado.
Colocá-lo debaixo da terra.
Isso significa ‘esquecer’ o passado.
Enterrar os mortos.
Cuidar dos vivos significa que, depois de enterrar o passado, em seguida temos que cuidar do presente.
Cuidar do que ficou vivo.
Cuidar do que sobrou.
Cuidar do que realmente existe.
Fazer o que tiver que ser feito para salvar o que restou do terremoto.
Fechar os portos significa não deixar as ‘portas’ abertas para que novos problemas possam surgir ou ‘vir de fora’ enquanto estamos cuidando e salvando o que restou do terremoto de nossa vida.
Significa concentrar-se na reconstrução, no novo.
É assim que a história nos ensina.
Por isso a história é ‘a mestra da vida’.
Portanto, quando você enfrentar um terremoto, não se esqueça:
enterre os mortos,
cuide dos vivos
e feche os portos.