O Artista

Um turista visitou uma catedral onde um artista trabalhava em um mosaico enorme.
Uma vasta parede vazia estava à frente do artista e o turista perguntou :
– Você não fica preocupado com todo este espaço que você precisa cobrir ?
Não se preocupa sobre quando conseguirá terminar ?
O artista respondeu simplesmente :
– Eu sei o que posso fazer a cada dia.
A cada manhã, marco a área que farei e não me permito preocupar com o espaço que falta.
Eu assumo um dia de cada vez e um dia o mosaico estará terminado.

Muitos dos grandes obstáculos que atrasam o nosso momento são como esta grande parede.
Nós podemos nos preocupar com o enorme quadro que temos que criar.
Ou podemos simplesmente começar a enchê-lo com as imagens maravilhosas e únicas – a impressão de nossas vidas – fazendo o melhor que podemos a cada dia que nos é dado.
E, no final, teremos montado o melhor quadro.
Onde você começa ?
O melhor lugar para começar é exatamente onde você está hoje.

Anúncios

2 comentários em “O Artista

  1. O Mosaico

    Existia, tempos atrás, um mosaico supostamente perfeito. Aparentemente, não se via nada de errado nele. Por muitos anos, fixo, peças devidamente encaixadas, poucas variações de cores, sem muito brilho e visual. A imagem expressava “estabilidade”. De vez em quando, percebia-se que o Artista tentava tirar alguma de suas peças do lugar, talvez fazer alguns ajustes, para assim mudar seu aspecto, mas estava bastante difícil, pois as peças estavam bem coladas, cada qual no seu devido espaço. O tempo foi passando e tudo bem…
    Num certo momento,”algo começou a incomodar a obra”. Um turbilhão de águas fortes, intensas (horizontais, verticais) geraram infiltrações na parede, alguns pequenos tremores subterrâneos e outros choques desmontaram TODO o mosaico. Ele caiu totalmente ao chão. Aparentemente estava tudo tão bom!!!
    Assim, percebeu-se que a queda das peças do mosaico foram mostrando o “avesso” das mesmas. Algumas velhas, outras trincadas, outras quebraram-se em pedaços menores…
    Pensa-se insistentemente em como refazer este mosaico, pois por vezes, surgiram tentativas para que ele ilustrasse outras paredes, quiçá (expressão legal!), não deu certo, porque não se ajustavam em tal posição. O Artista deseja refazer a obra. Como? Por um certo tempo, as peças foram bem dispostas numa caixa de papel, reservadas, para serem futuramente reorganizadas numa outra parede. O mosaico estava bem cômodo. Pensava-se que o Artista finalmente tinha desistido de refazer a obra.Mas não. Mesmo dentro da caixa o mosaico não foi esquecido. De várias formas o Artista desorganizava as peças.
    O Artista precisa usar sua sensibilidade, para que, as peças sejam novamente dispostas na parede com um novo brilho, nova cor, textura e harmonia.
    Contudo, lembramos que, o desequilíbrio, a retirada de nossa “zona de conforto”, geram medo, insegurança pois é difícil reorganizar-se novamente e adquirir uma certa estabilidade. Talvez, na sua vida, você já foi um “mosaico” fora da “zona de conforto”. As perguntas que não querem calar e ficam insistentemente são: Por que eu? O que devo fazer? Como devo fazer? O que virá pela frente?…

    Curtir

  2. Distância de Deus

    É sentir-se órfão duas vezes
    É não mais perceber o divino
    Que há no rosto de cada irmão
    É sorrir, mas não com o coração
    É a busca constante de preencher
    Um vazio que ficou
    Pelo amor que antes se tinha
    É perceber as flores, não contemplá-las
    É andar em caminhos desconhecidos
    Buscando respostas constantes
    É sentir que uma força infinita
    Foi esmagada dentro de você
    É ter vida, mas não V.iver
    É querer ser compreendido pelos amigos
    Mas não o ser
    MAS ESSA DISTÂNCIA…
    Reforça a tomada de decisões
    Talvez, uma delas, a de ser mais humilde
    Para compreender que é você quem precisa dEle
    Tendo a capacidade de voltar para a casa do Pai
    Pedindo perdão e começando uma Vida Nova.

    AUTOR DESCONHECIDO

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s